Central do Cliente
×

TECNOLOGIA, DESIGN E MARKETING DIGITAL

Entenda os vilões da internet: Phishing

LOCAWEB


22/03/2017


Fonte: http://blog.locaweb.com.br/dicas/internet/entenda-os-viloes-da-internet-phishing/

Phishing nada mais é do que a tentativa de coletar dados sensíveis – de contas bancárias, cartões de crédito ou de acesso – para obter informações pessoais em plataformas como Facebook, Paypal, entre outros, por meio de mensagens falsas.

Algumas mensagens podem se parecer com as enviadas por algum de seus amigos. Outras podem imitar a identidade visual (cores, layouts, logotipos) de marcas conhecidas e confiáveis, tentando induzir que pessoas cliquem em links suspeitos ou instalem malwares e, dessa forma, revelem informações confidenciais. Por isso a importância de se familiarizar com os formatos de phishing mais utilizados e se prevenir contra eles.

Como a criatividade não tem limites, as formas de phishing também não. E elas sempre se diversificam: pode ser por SMS, mensageiros instantâneos como WhatsApp e afins, e-mails ou mesmo páginas web que imitem sites confiáveis. Todas essas maneiras, no entanto, convergem para o mesmo ponto: tentar roubar informações confidenciais.

Identificando um Phishing

Existem algumas maneiras de identificar um phishing, já que eles têm características bem comuns:

  1. São enviados por contatos desconhecidos;
  2. São envidados por contatos que você conhece, porém a forma de comunicação é diferente do que esse remetente costuma usar;
  3. Não são personalizados, tem uma comunicação genérica, abrangente;
  4. Tentam lhe induzir a agir com urgência, passando a ideia que evitar ou adiar a ação que a mensagem recomenda pode acarretar em problemas futuros.

 

Não caia nessa

Se atentando a esses “perfis” é só adotar algumas posturas para sua prevenção:

  1. Ao acessar um site, procure prestar atenção no logotipo, nas cores e na estrutura dele para tentar identificar alterações: os imitadores conseguem copiar, mas a probabilidade das cópias serem “perfeitas”, como a das empresas que querem se passar, é pequena;
  2. Ao acessar uma página, principalmente se o acesso foi através de um link recebido, preste atenção se a url na barra de endereço no browser é a mesma que você conhece, ou se sofreu alguma alteração;
  3. Ao passar o mouse sobre links recebidos, identifique se existem alterações entre o nome do link recebido e o endereço para onde ele vai. Exemplo: você tem um link para acessar o site www.facebook.com e, se ao passar o mouse sobre ele, o que aparecer embaixo for www.faceibook.com Então “isso é cilada Bino!”;
  4. Nunca responda informações confidenciais perguntadas por e-mail (nem por SMS ou mensagem instantânea);
  5. Só abra anexos que você solicitou ou que saiba do que se trata, mesmo que sejam de remetentes conhecidos;
  6. Nunca acesse o site de bancos ou de cartões de crédito através de links recebidos por e-mail. Digite a url em seu browser ou salve-a nos favoritos se desejar mais agilidade.
  7. Mantenha seu computador e smartphone protegidos por um bom antivírus (o que lhe ajudará nesse tipo de ataque e em outros tantos).
  8. Sites que tratam de informações confidenciais precisam prover segurança para seus usuários, então precisam começar com ‘https://’ (geralmente em sites seguros, aparece na barra de endereço do seu browser o ícone de um cadeado fechado, que indica que o site tem um certificado de segurança).

O mais importante: na dúvida, denuncie e caia fora, delete o e-mail, mensagem ou saia do site sem realizar nenhuma interação!

Já passou por alguma situação de Phishing? Comenta aí!

5 mitos do Adwords que você precisa esquecer para fazer sua empresa crescer

RODRIGO LOUREIRO - OLHAR DIGITAL


18/03/2017


Fonte: https://olhardigital.uol.com.br/pro/noticia/5-mitos-do-adwords-que-voce-precisa-esquecer-para-fazer-sua-empresa-crescer/66880

Diversas empresas que buscam crescer rapidamente apostam em técnicas para aumentar a exposição de seus negócios no mundo virtual. Uma dessas ferramentas é fornecida pelo Google e se chama Adwords. No entanto, é preciso ficar ligado em como a prática funciona para não cair nos mitos que são difundidos na internet.

Abaixo, o Olhar Digital montou uma lista com cinco coisas que o gestor precisa saber antes de apostar no Adwords. Algumas das dicas foram enviadas pelo próprio Google para ajudar no crescimento das Pequenas e Médias Empresas (PMEs). Confira!

Mito: O Adwords funciona apenas para empresas com grande capacidade de investimento

A flexibilidade é uma das principais características do Adwords. Você pode investir R$ 1.000 ou R$ 10.000 por mês na ferramenta. É claro que, quanto mais dinheiro você investir, a chance de obter mais retorno é maior. No entanto, como nem todo empreendedor pode arcar com uma pequena fortuna por mês, é melhor começar aos poucos e o Adwords é perfeito para isso.

Mito: Investir no Adwords garante que meu site apareça na primeira página do Google.

Existem mais de 200 fatores que são levados em conta para definir quais páginas ficarão na frente de outras na busca orgânica do site. Investir em Adwords não é um desses fatores. A melhor maneira de conseguir fazer isso é estudando critérios de SEO.

Mito: Basta pagar mais para ficar na frente de quem paga menos.

Não é bem assim. É verdade que o Adwords funciona como um leilão e que quem investe mais dinheiro tem mais chance de aparecer no topo. No entanto, esse é apenas um dos fatores de posicionamento. Por isso, se não investir nas outras métricas, seu site poderá ficar atrás de outro portal que investiu menos dinheiro com a ferramenta.

Mito: Quantos mais palavras-chave forem utilizadas no Adwords, melhor será a campanha.

Não funciona dessa forma. O importante é a qualidade dos termos, e não a qualidade deles. Não adianta você usar diversas palavras-chave pouco conhecidas, por exemplo.

Mito: Apenas a quantidade de visualizações importa.

É claro que é importante que as pessoas vejam o seu site, mas é mais importante ainda que o público-alvo definido pela sua página seja atendido pela campanha. Foque suas campanhas nessa parcela de internautas e você terá mais chance de conseguir resultados mais significativos para a sua empresa.

 

 

Google privilegia sites com HTTPS nas buscas

REDAÇÃO OLHAR DIGITAL


17/03/2017


Fonte: https://olhardigital.uol.com.br/noticia/google-comeca-a-privilegiar-sites-com-https-nas-buscas/43480

 

Nos últimos meses, o Google tem adotado a criptografia de seus services como padrão. Agora, a empresa quer que outros sites acrescentem uma camada de segurança extra, ao ponto de beneficiar nos resultados das buscas as páginas que adotam o protocolo SSL para criptografia.

Zined Ait Bahaji e Gary Illyes, funcionários do Google, explicam que o uso do HTTPS foi acrescentado ao algoritmo do Google como um sinal de ranqueamento. No entanto, até o momento, é um sinal leve. 

Isso significa que sites com criptografia SSL aparecerão um pouco melhor nas buscas, mas a diferença não chegará a ser brusca, pelo menos por enquanto. A empresa, porém, já fala na possibilidade em fortalecer este critério ao longo do tempo.

O Google também está preparando uma série de posts em blogs para ajudar os sites sem criptografia a fazer esta transição.